DPOC - Nutricionista Jaqueline Araujo | Nutricionista Esportiva RJ

Autismo e Nutrição

autismo_nutricao_copy

Dicas da Nutricionista

dicas_nutricionista

Nutricionista Jaqueline

nutricionista_RJ

Marcação de Consultas

Home >> DPOC

Presentes em:

doctoralia

DPOC

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica | DPOC

DPOC

 Como Combater os Sintomas da DPOC

A DPOC é caracterizada pela dificuldade da passagem de ar pelos brônquios. É uma doença progressiva, associada à resposta inflamatória anormal dos pulmões e a inalação de partículas e gases tóxicos. Dispnéia (falta de ar), tosse, dor no peito. É uma doença irreversível, acomete principalmente fumantes. Muitas vezes a doença é subdiagnosticada e confundida com a asma. Para diagnóstico preciso, são necessários. radiografia do tórax e exames específicos para testar as funções pulmonares (espirometria) e a quantidade de oxigênio no sangue (gasometria). O tratamento tem como objetivo controlar os sintomas e retardar a evolução da doença. A primeira coisa a ser feita é parar de fumar, procurar um pneumologista já que a doença requer tratamento medicamentoso clássico como uso de broncodilatadores e corticóides inalatórios e é importante o acompanhamento de fisioterapeuta para reabilitação pulmonar e nutricionista já que a desnutrição é comum na DPOC. O objetivo da terapia nutricional é atingir uma meta capaz de prevenir a perda de peso e integrar um programa em que seja possível combinar dieta e exercícios físicos.


A alimentação na DPOC

 

  • Como a doença causa desnutrição com perda muscular, é importante que se mantenha uma dieta hiperprotéica combinada com carboidratos
  • As proteínas, preferencialmente peixes, devem estar em todas as refeições e corresponder a 20% de tudo que se come
  • Os alimentos não devem ser duros. Devem ser de fácil mastigação
  • As refeições devem ser feitas à cada 3 horas de forma fracionada
  • O DPOC é caracterizado por inflamação sistêmica, que potencializa o processo oxidativo. A dieta deve ser rica de antioxidantes principalmente rico nas vitaminas A, C e E.
  • Mamão e cenoura são ricos em vitamina A; frutas cítricas como a laranja, limão, acerola e folhas verde-escuras fornecem vitamina C; nozes, castanhas, avelãs e azeite de oliva extra virgem são fontes de vitamina E.